sexta-feira, 30 de março de 2012

AO MESTRE, COM CARINHO.

Há umas duas semanas (mais ou menos), terminou a insuportável novela "Fina Estampa". 
Desculpe, pra quem gostava de assistir... Mas eu tinha vontade de tacar o chinelo na televisão, cada vez que ouvia os gritos da histérica Thereza Christina. Obviamente, nunca cheguei às vias de fato, pois lembrava que ainda faltam algumas prestações da TV para pagar. 
Diante daquele final tenebroso, fiquei pensando na maneira como os personagens (sejam eles de novelas, filmes, mangás e etc) deixam sua marca no coração da gente. 
É como aquela turma da escola ou da faculdade, que você curte muito... E sabe que não verá com a mesma freqüência, depois que o ano letivo acabar. 
No caso das novelas, o sentimento de adeus não é tão grave, pois aqueles atores logo estarão em cena novamente, na pele de outros personagens. O Crô pode ter ido embora... Mas Marcelo Serrado continua, firme e forte! Assim como tantos outros.
Nos filmes, também não é grave. Sempre existe a esperança da "Parte 2", "O Retorno" ou "A Revanche". 
MAS... E QUANDO ACABA UM ANIME???
É muito triste. Você não verá aqueles personagens de novo, a menos que tenha os episódios em DVD, para assistir quando quiser. 
Personagens de anime deviam se apresentar assim: "Olá, eu sou muito legal... Mas não se apaixone por mim. Estou no seu mundo de passagem". 
Que triste, não?
Por que os personagens de anime não podem ser como os atores de novela: fazer uma participação especial ali, um intercâmbio acolá?...
Já pensaram que bacana seria uma versão "Avengers" de animes, com Shinigamis, Hokages e Cavaleiros de Ouro juntos???
Pense bem... Se Thor, Homem-de-Ferro, Capitão América e outros se uniram, pela mesma causa, porque nunca fizeram algo parecido nos animes?
Toda essa "viagem na batatinha" é pra dizer que eu adoraria prolongar as aventuras de BLEACH... E não precisar ouvir a triste notícia que o anime chegou ao fim. Ainda não chegou... Mas vai fazer uma longa pausa, para tomar distância do mangá. 
Eu amo mangá, com certeza continuarei lendo Bleach... Mas sentirei muita falta do Ichigo, das musiquinhas tristes (pelas quais chorei tantas vezes) e até mesmo do Don Kanonji [bwa bwa bwa!!!]. 
Seria legal que o Chad fizesse umas "pontinhas" em Hajime no Ippo. 
Ishida poderia costurar uns vestidos mais modernos para Saori Kido. 
Rose poderia tomar umas aulinhas com o Kurama e Hitsugaya fazer uma aposta com Camus de Aquário. 
Inoue se divertiria passeando com as Sailors; enquanto Black Star desafia Aizen!
Agora, a melhor das hipóteses: Ichigo Mugetsu e Naruto Kyuubi, unidos, nem que fosse por um único filler. 

Eu queria que todos os personagens, de todos os animes que já assisti na vida, fossem eternos não apenas no meu coração; mas também na TV.

Ao mestre Kubo, com carinho. 

terça-feira, 6 de março de 2012

Essa semana, tive que fazer uma autobiografia para a faculdade. 
Precisava contar, através de fotos e alguns textos curtos, a história da minha vida. 
Descobri algumas coisas muito interessantes nesse mergulho dentro de mim mesma...

1ª) Por mais que eu deteste tirar fotos (ou melhor, ver o resultado delas), admito que fotografias são uma bela maneira de perpetuar momentos e coisas importantes. 
2ª) Quem escreveu os depoimentos mais compridos na minha agenda, permaneceu menos tempo na minha vida. Quem escreveu poucas linhas, está comigo até hoje. 
3ª) Fanatismo é uma coisa completamente esdrúxula. Se tiver que gastar dinheiro e se sacrificar por alguém, que seja por uma pessoa do seu convívio... Ao invés de alguém que dificilmente terá a chance de conhecer. 
4ª) Dizem que pessoas feias na infância, ficam bonitas quando crescem. Vocês não têm noção do quanto eu esperei por esse dia! XD
5ª) A felicidade só acontece a partir do momento que você deixa de pensar na opinião dos outros, e começa a assumir suas próprias verdades. 
6ª) Bilhetes amassados, cartões de 10 por R$ 1,00 e impressões vagabundas são muito mais valiosos que um aparelho de última geração. 
7ª) No fim das contas, os melhores retratos de uma pessoa são aqueles tirados de repente, sem nenhuma maquiagem. 
8ª) Professores têm uma visão de futuro extraordinária. Merecem tanto respeito e consideração quanto nossos pais. 
9ª) Uma casa que não tem bichos de estimação é como uma biblioteca sem livros.
10ª) Caligrafia é uma coisa que vai mudando, ao longo do tempo. Você percebe que está ficando velho, quando deixa de se importar com a cor da tinta e se preocupa apenas em escrever depressa. 
11ª) Lembranças de ex-namorados são como contas de telefone: você guarda por no máximo 5 anos... Até perceber que estão ocupando um lugar que poderia ser preenchido com coisas mais importantes. 
12ª) Os programas de última hora são sempre mais marcantes do que aqueles programados com dias de antecedência. 
13ª) Bons programas nem sempre são aqueles que você cria quando tem dinheiro: uma caminhada a pé, um banho de mangueira e um cinema caseiro também são excelentes opções!
14ª) No fim das contas, amor se resume em uma curta palavra: MÃE. Namorados, filhos e outras pessoas são derivados dessa palavra. 
15ª) Creme de pentear + banana amassada + ovo batido não ajuda em nada a melhorar os cabelos. 
16ª) Existe beleza óbvia e beleza exótica. O lado bom de ser artista é que você aprende a enxergar os dois tipos. 
17ª) Somos responsáveis por 50% de nossas vidas. 25% é fruto das nossas relações humanas e os outros 25% são providências de Papai do Céu; pra avisar se estamos vivendo os outros 75% da maneira correta. 
18ª) Se você achar um gatinho abandonado, doe para um fofoqueiro. Assim, ele terá mais 7 vidas para cuidar, e deixará a sua em paz. 
19ª) Não dá pra ser bonzinho o tempo todo, e tampouco ser ruim a vida inteira. Existe uma linha tênue entre essas duas coisas, chamada "bom senso". 
20ª) Dizer que as pessoas devem "viver cada dia como se fosse o último" é apenas uma desculpa para fazer besteiras. O ditado mais correto é: "seja grato por cada dia, como se fosse o melhor de todos". 

Bj em todos! ^^